Monique Rodrigues de Carvalho

Monique Rodrigues de Carvalho (UFF)

Possui graduação (Bacharelado e Licenciatura) em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2012) e mestrado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Federal Fluminense (2015). Dissertação“Centro de Teatro do Oprimido: os novos movimentos sociais e sua atuação na esfera biopolítica” aprovada com louvor. É doutoranda do Programa de Pós Graduação em Antropologia da Universidade Federal Fluminense (desde 2016) e especialista na metodologia do Teatro do Oprimido.

Tem experiência na área de sociologia e antropologia, atuando principalmente nos seguintes temas: Arte, Movimentos Sociais, Conflitos Ambientais e Movimento Indígena. Integra o Lemisti (Laboratório de Estudos de Movimentos Sociais, Trabalho e Identidade) do IFCH/UFF e o projeto de pesquisa “Regimes nacionais de autoctonia. Situações autóctones e questão nacional nas Américas e na Oceania (século 19 – tempo presente)” (cooperação Capes/Cofecub) que visa consolidar uma rede de pesquisadores de IES de excelência no Brasil e na França, formar jovens pesquisadores de alto nível em ambos os países e produzir conhecimento científico sobre os regimes nacionais da autoctonia nas Américas e na Oceania.

Atualmente pesquisa sobre o grupo Guarani Mbyá que compõem a aldeia TekoaKa’AguyOvy Porã com o projeto de tese “Entre prefeitura, empresa multinacional e população local: as estratégias de territorialização na Aldeia TekoaKa’AguyHovy Porã em São José do Imbassaí/Maricá-RJ”, quetem por objetivo acompanhar o processo de territorialização estabelecido pelos integrantes da aldeia, localizada no bairro de São José do Imbassaí do município de Maricá no estado do Rio de Janeiro, ocupação realizada através de um convite do prefeito em exercício na época Washington Quaquá, na área de preservação ambiental de Maricá, instituída no ano de 1984. Para tanto, será realizada uma etnografia, tendo como base teórica as análises acerca do processo de territorialização, além das contribuições clássicas sobre etnicidade e das análises sobre ocupações indígenas em áreas de proteção ambiental.

Rechercher dans OpenEdition Search

Vous allez être redirigé vers OpenEdition Search